No alto do Morro da Conceição, o olhar dela oferece proteção aos recifenses. Com seu manto azul, a santa que dá nome a comunidade é uma das divinas formas de Maria de Nazaré. Com sua presença refletida na estatueta vinda da França, a cada dia 08 do mês de dezembro, em sua volta se juntam milhares de pessoas, que trajando roupas, levando consigo seus sonhos ou voltando para agradecer dizem ser a Nossa Senhora da Conceição o ponto alto de sua fé.

A Santa que abençoa de um dos pontos mais altos do Recife reforça na população a fé e a conexão com o sagrado. E foi esta celebração que o Grupo Experimental usou como mote de sua pesquisa. Com isso os bailarinos, que também são criadores, foram vivenciar experiências durante a festa, encontrando nas lendas que envolvem o sincretismo religioso, as movimentações, sons e imagens do lugar um verdadeiro achado para compor o que se tornou um dos mais emocionantes espetáculos do grupo: “Conceição”.

Uma obra que conta com imagens fortes, icônicas, chocantes: pessoas que nadam no asfalto do morro, ou que “caminham de costas” como forma de gratidão por uma graça alcançada. Uma obra que convida o público a conhecer e viver em cena um trecho da vida, da fé e do contexto social, religioso do Recife como um efeito das relações históricas, culturais e sensoriais da tradicional festa do Morro da Conceição

cnceição1
cnceição1

press to zoom
9
9

press to zoom
_DSC4366
_DSC4366

press to zoom
cnceição1
cnceição1

press to zoom
1/10