Enquanto a cidade se modela em prédios, pontes e novos formatos urbanos, a história permanece no sussurro de personagens que nos ajudam a conhecer e compreender a de outrora.

 

Pontilhados é um caminho, feito a pé, por entre calçadas, pontes, marquises, cruzando ruas, conhecendo gente. Enquanto a cidade anseia pelo futuro, nós oferecemos uma visita ao passado, ao que está posto aos olhos invisíveis, como parte da relação afetiva com cada lugar que nos acolhe e serve como espaço vivo e mutável.

Em Pontilhados nossas almas se transfiguram em memórias e trajetos onde o humano se torna o verdadeiro cenário e trajeto.